sexta-feira, 6 de junho de 2014

PROCESSO DE COACHING - DA ESCOLHA AO TÉRMINO DA CARREIRA

Inspirado no método de perguntas socráticas para extrair respostas e no trabalho dos tutores dos filhos de nobres e abastados, educadores em longas viagens em "coche" (francês, carruagem desenvolvida na Hungria do sec. VX, na cidade de Kócs), o Coaching (originado de Coach, treinador, do inglês) veio instituindo-se como um processo de tutoria na Oxford de 1830, inserindo-se no mundo dos negócios pelos idos de 1950 e enriquecendo-se, progressiva e largamente, como uma sólida metodologia transdisciplinar, a partir de Gallwey em 1974.

Nos EUA, segundo o jornal Executive Channel, mais de 40% dos executivos já passaram pelo processo de Coaching. Sendo um método tão difundido que muitas empresas oferecem o serviço de Coaching como benefício do cargo (fonte IBC).

O Coaching propõe: Que tal fazermos algo diferente e melhor, sair de um estado atual indesejado para outro desejável, exatamente como você merece, o satisfaz e o torna pleno?

Para tal, o Coaching tem por base os princípios de não julgar, focar no futuro, requisitar ações, sigilo, confiabilidade e ética como alicerce dos quatro pilares que o sustentam e se apresentam como humanidade, fundamentos teóricos, ferramentas e modelos e competência profissional, utilizando-se de diversas disciplinas como, Pedagogia, Sociologia, Antropologia, Administração de Empresa, Psicologia, Filosofia, Teologia, Programação Neurolinguística e Recursos Humanos, para seus fins de maximizar o potencial humano em suas buscas por objetivos específicos.

Cada um de nós tem em mente o que nos realiza e o que não queremos, e, passamos a vida em busca de criarmos as condições que mais nos direcionam para uma plenitude em particular. Toda decisão que tomamos, ou nos aproxima de um anseio interno, ou nos afasta completamente, impulsionados por fatores subjetivos de afeições.

O Coach (profissional), através de suas ferramentas e técnicas, identifica o perfil, ouve a insatisfação, reflete seu estado atual e torna claro o que é a plenitude para o Coachee (cliente), ensinando a aprender e a maximizar seu potencial latente.

Estabelecendo uma relação de parceria, investiga as incongruências, incompatibilidades e os impedimentos internos e ambientais, reais ou imaginários, verificando os recursos reais, oportunidades e a rede de relações favoráveis ao estado desejado de seu cliente.

Então, juntos, o Coach traça estratégias que se consolidarão como comprometimento e cumprimento das atividades estabelecidas na busca de um estado de plenitude que será indicativo dos resultados alcançados.  
No processo, o Coachee (cliente) é acompanhando, cobrado, motivando, orientando e tutorado até o alcance do critério de avaliação do êxito (cenário estabelecido com bases realistas), pelo cliente, encerrando assim o processo contratado, passível de acompanhamento esporádico posterior, se assim desejado pelo cliente.

Existe uma diversidade de processos de Coaching dentro de modalidades primárias como as de Vida, Carreira e de Negócios. Ao falarmos de Coaching de Carreira, principalmente, identificamos momentos decisórios, bem delimitados, onde as pessoas costumam precisar encontrar respostas, modos, meios e soluções demandadas de necessidades e anseios profissionais. Nesta modalidade podemos identificar as demandas mais solicitadas como:

COACHING DE VOCAÇÃO: Coaching para auxiliar na descoberta da vocação, escolha de profissão, orientado para estabelecer conhecimento profundo e segurança na escolha e nos rumos de uma nova profissão/formação.

COACHING DE ENTREVISTA E CURRÍCULO: Preparação e estratégias para uma boa entrevista de emprego específica ou aleatória. Aprendendo a lidar com a realidade das seleções sem se abalar com as negativas.

COACHING PARA PRIMEIRO EMPREGO: Processo semelhante ao anterior, buscando desenvolver aspectos de valor e comportamentos profissionais requeridos e ainda não desenvolvidos pelo iniciando.

COACHING PARA EMPREENDEDORES: Coaching que trabalha para reduzir riscos em novos empreendimentos através da maximização do potencial do empreendedor.

COACHING PARA PERDA DE EMPREGO: Coaching que busca equilíbrio emocional, recursos e segurança para novos Horizontes profissionais.

COACHING PARA MUDANÇA DE CARREIRA: Auxílio para abandono de uma carreira para ingresso em outra, buscando segurança na escolha e estratégia na transição.

COACHING DE REDIRECIONAMENTO DE CARREIRA: Busca-se, dentro de uma mesma carreira, outro posicionamento mais adequado ao perfil.

COACHING PARA BLOQUEIOS DE CARREIRA: Auxílio para estabelecer forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, com a finalidade de transpor obstáculos e adequar-se para um estado desejado.

COACHING PARA AMBIENTAÇÃO EXECUTIVA: Auxílio para aclimatar, acelerar e potencializar resultados de executivos recém-contratados.

COACHING PARA APOSENTADORIA: No nicho de Carreira serve para auxiliar pessoas que desejam uma nova atividade profissional após se aposentar (diferente da APOSENTADORIA DO LIFE COACHING, que busca lidar com as dificuldades e criar novos objetivos de vida). Para quem vai se aposentar, ou já se aposentou, aprendendo a lidar com o desapego da rotina anterior e a geração de novo sentido de vida.

Não havendo como se desviar de algumas destas fases da vida profissional que causam angústias, em qualquer indivíduo, o Coaching se apresenta como uma solução imediata e eficaz, dispondo o Coach como parceiro, ávido por também realizar-se pelo êxito de seu trabalho, consolidado na realização da plenitude alcançada nos resultados positivos de seus clientes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário